Não importa o tamanho da empresa ou da equipe. Eventualmente, algum conflito pode surgir, afinal, é normal que pessoas tenham pensamentos e ações diferentes. Por isso, aprender a fazer uma gestão de conflitos é fundamental.

Alguns gestores podem pensar que o melhor é deixar a “poeira baixar” e as questões se resolverem por si só. Mas a verdade é que intervir em situações de crise e buscar formas inteligentes de solucioná-las é bem melhor.

Isso porque conflitos mal resolvidos podem se acumular e prejudicar o clima organizacional. Enquanto uma boa gestão de conflitos vai fortalecer e unir os profissionais à empresa.

Veja a seguir as principais dicas para gerir conflitos de forma eficaz!

1. Definir os valores da organização

Algo que não pode faltar em uma empresa é um código de cultura, com uma boa definição de missão, visão e valores. Isso porque esses fatores vão nortear diversas ações, como contratação de talentos e práticas do dia a dia.

A partir dessas definições, é possível mostrar aos profissionais o que se espera deles em relação a atitudes e o que eles podem esperar da empresa quando estiverem insatisfeitos.

2. Identificar os conflitos existentes

É impossível mediar um conflito sem ter uma visão ampla do que está acontecendo. Para isso, é importante observar comportamentos, opiniões e situações na rotina da empresa, já que nem todas as questões são aparentes.

3. Conhecer a equipe

Para gestores, conhecer bem as pessoas da equipe é fundamental. É claro que cada uma delas tem uma bagagem e personalidade individual e isso influencia na hora de encontrar soluções.

Ter um olhar empático em relação aos profissionais é uma qualidade valiosa para líderes que querem gerir conflitos com eficiência.

4. Incentivar a participação de todos

A comunicação é sempre um ponto fundamental a ser trabalhado em qualquer organização. Além de muitas vezes evitar situações de conflito, uma comunicação clara e propositiva vai ser a chave para resolver problemas que possam surgir.

É preciso que todos os membros da equipe se sintam seguros a expressar suas opiniões e ideias. Uma boa prática a ser incentivada na empresa nesses casos é a do feedback.

5. Ser imparcial

Quem vai mediar um conflito, seja um gestor de uma equipe ou um profissional do RH, precisa manter a neutralidade na hora de avaliar a situação. Isso exige profissionalismo e vai ser um grande diferencial para que o cenário seja o melhor possível.

6. Realizar ações de engajamento

Existem práticas que podem se tornar constantes em empresas que querem evitar conflitos ou resolvê-los com mais eficiência.

Promover ações que engajem os funcionários com a cultura e o propósito da empresa é uma maneira de aproximá-los da visão organizacional e dos objetivos em comum.

Dentro de equipes, fomentar a colaboração, a confiança e a comunicação clara também é uma prática que traz resultados positivos para a união e o alinhamento dos times de talentos.

Sabemos que, por mais harmoniosa que seja a convivência em uma equipe, conflitos podem surgir. Isso é normal! Por isso, esperamos que este artigo tenha preparado você para fazer uma gestão de conflitos eficiente que tenha resultados positivos.

Se você quer receber mais conteúdos com dicas e estratégias para o universo corporativo, não deixe de assinar nossa newsletter! Temos muito a compartilhar!

Deixe uma resposta

Fechar Menu