Muitas metodologias e técnicas de gestão de pessoas já foram criadas com o objetivo de aproveitar as habilidades dos colaboradores ao máximo. Um dos modelos de gestão que mais está chamando a atenção das grandes organizações hoje em dia é o Squad.

A seguir, nós explicaremos o que é Squad, quais suas principais vantagens e como ele pode ajudar a melhorar a produtividade da sua empresa. Quer saber mais? Então, continue com a leitura!

O que é Squad?

Você certamente deve conhecer alguma organização em que cada departamento tem o seu escritório, de modo que não interage com setores diferentes. Cada colaborador só trabalha com pessoas da mesma área que ele e é conduzido por um gestor que também pertence ao seu setor. Saiba que esse modelo de gestão, embora ainda seja usado por muitas organizações, está ultrapassado.

Outros modelos de gestão de pessoas estão surgindo dentro das organizações para otimizar os resultados, como é o exemplo do Squad. As startups são as empresas que mais costumam aderir a esses novos modelos de gestão, mas não se engane: muitas organizações gigantescas, como é o caso do Spotify e da Nubank, também se renderam aos benefícios do Squad.

Squad é um termo em inglês que significa pelotão ou tropa. Dentro das organizações, os Squads são equipes multidisciplinares, ou seja, vários colaboradores de áreas diferentes trabalham juntos com um mesmo objetivo. Geralmente, um Squad é formado por até 10 pessoas.

O diferencial do Squad é que cada time tem a autonomia para decidir qual problema ele pretende solucionar. Entretanto, os objetivos dos Squads devem estar sempre alinhados às metas da organização. Nesse modelo de gestão, também não há uma figura de liderança, já que os times são autogeridos. A divisão funcional também não é constituída pelos cargos tradicionais.

Quais são as vantagens dos Squads para as empresas?

A maior vantagem desse novo modelo de gestão em relação ao de divisão setorial tradicional é a agilidade na solução de problemas e realização de projetos. Isso acontece porque no modelo de divisão tradicional cada departamento tinha os seus objetivos, horários e prazos individuais. Por isso, a interação entre eles era falha. Nessa divisão, é como se um departamento disputasse com o outro.

Dentro de um Squad, pessoas de setores diferentes trabalham juntas com um mesmo objetivo. Então, as falhas decorrentes da divergência de interesses não acontecem dentro desse modelo de gestão.

A interação entre os colaboradores que trabalham em um mesmo Squad também é muito maior. Embora seja um time pequeno, a equipe tem grandes responsabilidades, o que aumenta o senso de coletividade e a dedicação de cada colaborador.

Por último, vale citar que, dentro de um Squad, um colaborador pode realizar tarefas que vão além da sua função tradicional na empresa. Se você terminou o seu trabalho, pode se aventurar a ajudar os integrantes do grupo que atuam em áreas diferentes da sua. Com isso, os colaboradores aprendem a desenvolver novas capacidades.

Como consequência de todos esses fatores, as empresas que adotam a divisão por Squads têm um aumento considerável na produtividade de seus colaboradores. O número reduzido de integrantes por equipe também é outro fator que contribui para a otimização da produção, já que menos pessoas envolvidas na tomada de decisões resultam em menos atritos.

Enquanto algumas empresas obtiveram ótimos resultados com a formação de Squads, como é o caso do Spotify, existem corporações que abominam esse tipo de estratégia. A autonomia, conhecida por ser o grande diferencial dos Squads, também pode ser considerada um fator de risco.

Nem todas as empresas estão preparadas para lidar com toda essa autonomia. Para que o Squad dê certo, os colaboradores precisam estar preparados para enfrentar grandes responsabilidades, e os gestores precisam aprender a ceder e a confiar nas equipes. Sem esse tipo de preparo, é muito provável que os Squads cometam erros e entreguem resultados desalinhados.

Como implantar Squads dentro de uma empresa?

Embora o Squad traga muitas vantagens para a organização, aderir a essa nova forma de gestão é uma tarefa difícil e que exige muita comunicação entre as partes. Ao definir as equipes, os gestores também precisam levar em conta o perfil de cada colaborador, em vez de escolher pessoas aleatórias para trabalharem juntas.

Para fazer uma boa divisão da equipe em Squads, o RH deve se reunir com os gestores de cada um dos departamentos da empresa. Os gestores serão responsáveis por detalhar as características e qualidades de cada um dos colaboradores. É importante ressaltar que o número de integrantes dos Squads não pode ultrapassar 10 pessoas. Veja a seguir como organizar as suas equipes segundo a metodologia Squad.

Tribes

As Tribes são a combinação de vários Squads que trabalham com objetivos semelhantes. Vamos usar como exemplo um sistema financeiro: o primeiro Squad é responsável pelas contas a pagar, o segundo pelas contas a receber e o terceiro pelo fluxo de caixa.

Todas essas equipes estão trabalhando com um objetivo em comum, sendo assim, elas devem se comunicar com mais facilidade para trocar informações relevantes. Para que essa estratégia funcione, o ideal é que as Tribes fiquem fisicamente próximas dentro do ambiente empresarial.

Chapters

O Chapter é formado por profissionais que pertencem ao mesmo departamento da empresa e, portanto, têm funções similares dentro de seus respectivos Squads. Os Chapters devem se encontrar frequentemente para trocar experiências, estimular a melhoria do trabalho e falar sobre as dificuldades que estão enfrentando dentro dos seus Squads.

Guilds

As Guilds não têm vínculo nenhum com Squads ou Tribes. As Guilds são formadas por pessoas com interesses em comum que se reúnem para aprender algo novo e compartilhar conhecimento sobre uma área específica.

Como implementar a metodologia Squad?

Antes de pensar em dividir a empresa em Squads, os gestores precisam ter em mente que essa é uma grande alteração na cultura da empresa, portanto, a rotina dos colaboradores sofrerá grandes impactos no início. Tudo é uma questão de adaptação e tempo, então não espere resultados positivos assim que a metodologia for implementada.

Vale ressaltar que esse ainda é um conceito novo para a maioria das empresas e funcionários. É preciso que todos os processos de mudança sejam explicados para os colaboradores. No início, os gestores podem ajudar as equipes a entrarem no ritmo dos Squads.

A melhor maneira de descobrir se a formação de Squads foi benéfica para o seu negócio é medindo o desempenho das equipes. Observe se o tempo de execução dos projetos diminui sem afetar a qualidade do serviço. Você também pode conversar com os clientes para saber a opinião deles. Se as pesquisas indicarem resultados negativos, então a sua empresa deve voltar para o modelo antigo de trabalho. Como dissemos, o Squad não é uma metodologia que se encaixa em todos os tipos de empresa.

Agora que você já sabe o que é Squad e quais são as suas vantagens, não há mais motivos para manter a divisão setorial dentro da sua empresa. Como dissemos acima, implementar esse novo modelo de gestão não é fácil, mas é muito benéfico para a organização. Vale a pena tentar!

Gostou do nosso texto? Você já tinha ouvido falar sobre os Squads? Compartilhe este post em suas redes sociais para que mais pessoas possam saber dessa novidade.

Deixe uma resposta