Você sabia que orientar um cardápio para empresa é essencial para proporcionar qualidade de vida e boa produtividade aos funcionários? Isso porque a alimentação é um dos principais fatores que influenciam a saúde. Uma nutrição ruim pode impactar o trabalho, tendo em vista que causa falta de concentração, mau humor, afastamento por diversas doenças, complicações gástricas e até obesidade.

Além de uma alimentação de qualidade contribuir para a prevenção de todos esses problemas e garantir boa saúde, quando é feita em um restaurante dentro da própria empresa, proporciona outras vantagens. Você se certifica de que seus funcionários estão comendo bem, além de garantir que seja nos horários corretos.

Reunimos, neste post, três dicas para orientar um cardápio saudável aos seus funcionários. Acompanhe!

1. Priorize um cardápio inteligente e nutritivo

O primeiro passo para criar o cardápio do restaurante da empresa é ter como base a pirâmide de alimentos. Ela foi criada no ano de 1992, pelo Departamento de Saúde e Direitos Humanos dos EUA, a fim de estabelecer um modelo ideal de alimentação completa. Então certifique-se de que o menu oferecido está de acordo com essa proposta.

Essa ferramenta sugere uma base de carboidratos, que dão vigor para as atividades. Depois, uma quantidade satisfatória de frutas e vegetais, opções ricas em vitaminas e fibras. Acompanha também um pouco de carnes e laticínios, fontes de proteína. As gorduras ficam no topo da pirâmide e devem ser consumidas com muita moderação.

2. Siga a pirâmide alimentar

Observe se o cardápio traz diariamente ricas opções de saladas, variando entre legumes crus e cozidos, verduras frescas, e incluindo também castanhas, frutas e queijos magros. Oriente o profissional a não colocar alimentos muito ricos em carboidratos, como batatas, já que estarão presentes em outro acompanhamento.

Vegetais

Aconselhe os responsáveis pelo menu a dar preferência aos vegetais da estação, pois são fáceis de solicitar aos fornecedores. Além disso, os alimentos que estão em sua época certa se encontram em sua melhor forma nutritiva, atingindo todo o seu potencial.

Carboidratos

Peça que seja oferecida sempre uma base de carboidratos (arroz, lentilha, feijão, batata, grão-de-bico, etc.), ocupando, mais ou menos, um terço da refeição. Esse elemento é importante para oferecer a energia que o corpo e a mente precisam para trabalhar.

Proteínas

O prato principal deve ser composto por uma proteína saudável, principalmente com carnes magras, sempre variando o tipo, pois cada uma tem seu benefício. As carnes vermelhas são a melhor fonte de ferro e evitam anemias. O frango é uma ave magra e cheia de vitaminas.

Já os peixes são ricos em ômega 3, previnem doenças cardiovasculares e fazem bem para o cérebro. Lembre-se de verificar se a carne servida será fresca.

Sobremesa

Por fim, proponha aos responsáveis a presença constante de uma sobremesa, favorecendo sempre as receitas que utilizam frutas em sua base. Essa opção contribuirá para o bom humor e a alegria da equipe, além de complementar a nutrição.

3. Avalie se o cardápio para empresa traz alimentos funcionais

Para contribuir com o sucesso da refeição, o profissional deve escolher opções funcionais. Os alimentos ou ingredientes funcionais são opções que fornecem inúmeros benefícios à saúde, além de suas funções nutricionais.

No cardápio para empresa, incluí-los é essencial, já que podem reduzir o risco de diversas doenças, como diabetes, câncer, etc. No entanto, é preciso entender que esses alimentos não servem como medicamentos, mas sim como um auxílio para a manutenção de uma vida saudável. Para que seus benefícios sejam alcançados, é necessário consumi-los regularmente.

Abaixo, veja os principais alimentos funcionais e os benefícios de cada um:

Arroz integral

Você sabia que a proteína do arroz é a mais nobre entre os cereais? Pois é! A fração proteica do alimento, mesmo que seja pequena, apresenta a melhor composição de aminoácidos para o bom funcionamento do metabolismo humano.

O arroz integral tem propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes que ajudam no tratamento e no controle de diversas doenças. Por ser rico em fibras solúveis e insolúveis, ele ajuda no funcionamento e na proteção intestinal. A opção integral, que é a mais indicada, também dá uma sensação de saciedade maior e fornece fibras.

Castanhas

As castanhas são fontes de energia inteligentes e ricas em gorduras boas. O consumo regular do alimento ajuda na prevenção de doenças cardiovasculares, já que os ácidos graxos insaturados presentes auxiliam na redução da pressão arterial e ainda melhoram os níveis de HDL colesterol — o colesterol bom.

Incluí-las no cardápio da empresa ainda auxilia na perda de peso, pois são ricas em fibras e aumentam a sensação de saciedade. Vale a pena ficar atento à quantidade, que não deve ultrapassar quatro unidades por dia.

Soja

A soja é um grão que ajuda a controlar o colesterol e é excelente para a saúde feminina. Além disso, o alimento é rico em cálcio e tem em sua composição as isoflavonas, que são responsáveis por evitar a perda da massa óssea. Por ser rica em fibras, ela ajuda a melhorar o trânsito intestinal, prevenindo problemas como prisão de ventre e constipação.

A recomendação de consumo é de uma concha de soja por dia, o que equivale a 100 gramas. No entanto, não é indicado consumi-la diariamente, mas cerca de duas a três vezes por semana, por conta da alta quantidade de isoflavonas.

Brócolis e folhas verde-escuras

As folhas com coloração verde-escura, como os brócolis, o espinafre, o almeirão e a rúcula, são fontes de minerais, fibras e vitaminas. Elas beneficiam o organismo de diversas formas, desde a saúde cerebral até a saúde da pele.

Por serem também fontes de cálcio, algumas delas ajudam no processo de desintoxicação hepática, como é o caso da couve, por conter enxofre em sua composição.

Linhaça

A linhaça também possui diversas utilidades, entre elas a prevenção de males no coração, doenças autoimunes e inflamatórias.

Sua principal característica é o ômega 3 e 6, que ajudam a controlar o colesterol e os triglicérides. Ao inserir a linhaça nas refeições do cardápio para empresa, ela ajudará a controlar os níveis de açúcar no sangue, a diminuir o colesterol ruim e prevenir alguns tipos de câncer.

Chá verde

Rico em vitaminas C, K, B1 e B2, o chá-verde traz diversos benefícios à saúde. Ele acelera o metabolismo, por isso é tão usado por quem deseja perder peso. Além disso, a bebida atua contra os radicais livres, reduzindo o risco de diversas doenças, como tumores, viroses, inflamações e úlceras.

Vale destacar que o chá verde é composto por L-teanina, um aminoácido que estimula a produção de dopamina e serotonina, neurotransmissores à sensação de bem-estar e prazer.

O único ponto de atenção sobre o chá verde é em relação à quantidade. Ele é rico em cafeína, então pode se tornar um inimigo do descanso quando ingerido em excesso ou muito perto da hora de descansar.

Como vimos, orientar um cardápio para empresa colabora não apenas com a saúde dos funcionários, mas também com a produtividade e motivação de todos aqueles que fazem parte da organização.

E você, gostou de saber mais sobre o cardápio para empresa? Quer continuar por dentro do assunto? Então aproveite a visita em nosso blog e conheça os sete cuidados na gestão de um restaurante interno e como isso pode mudar o seu negócio. Boa leitura!

Deixe uma resposta

Fechar Menu