Você sabia que conforto e bem-estar são aliados da produtividade dos funcionários? A partir do momento em que o colaborador executa suas atividades dentro de um ambiente propício, ele reduz o risco de doenças ocupacionais e, consequentemente, aumenta o seu rendimento. Desse modo, investir em ergonomia no trabalho é algo indispensável.

Mas, como a ergonomia pode ajudar no aumento da produtividade dos colaboradores? Continue a leitura e entenda melhor sobre o assunto!

Entenda o que é a ergonomia no trabalho

A ergonomia é a ciência que estuda a relação entre o homem e a máquina, ou seja, assegura o pleno funcionamento do ser humano dentro do seu local de trabalho.

Ela é uma ferramenta que pode ser dividida em três campos:

  • físico — trata da biomecânica da tarefa;
  • cognitivo — diz respeito aos aspectos psicológicos;
  • ambiental — refere-se à área organizacional, ou seja, ao meio ambiente laboral.

Saiba como implantar a ergonomia na empresa

A fim de regularizar e de estabelecer parâmetros, procedimentos e metas para o ambiente de trabalho surgiu a norma regulamentadora nº 17 (Ergonomia) do Ministério do Trabalho e Emprego. A NR-17, com também é conhecida, apesar de ser lei, ainda não faz parte da realidade de muitas empresas.

Como citado, as condições de trabalho devem ser adequadas ao colaborador. Assim, há diversas formas de aplicar a ergonomia no trabalho.

A primeira delas diz respeito à mobília e aos equipamentos, que devem estar de acordo com as normas NR-17, como suporte para monitor, apoio para os pés, tapete ergonômico e cadeira com suporte.

Também é preciso conscientizar e engajar os funcionários e isso pode ser feito por meio de treinamentos, programas e palestras sobre os riscos ergonômicos e a importância da prevenção.

Conheça os benefícios da ergonomia no trabalho

Além de ser um fator importante para elevar a produtividade, a ergonomia proporciona outros benefícios para os colaboradores e para a organização como um todo. Veja os principais adiante.

Reduz o número de afastamentos

Zelar pela qualidade de vida e bem-estar dos colaboradores diminui consideravelmente o número de absenteísmos por motivos médicos ou até mesmo por acidentes. Consequentemente, eleva a produtividade de toda a empresa.

Diminui o estresse

Programas de ginástica laboral, pausas e até mesmo a implantação de produtos ergonômicos ajudam a relaxar e amenizar o cansaço e a tensão. Assim, é normal que o colaborador se sinta mais confortável e menos estressado durante o expediente.

Previne doenças ocupacionais

Ao usar equipamentos que melhoram a postura e são confortáveis, além de aderir às pausas para descanso e ginásticas durante o expediente, os colaboradores reduzem os riscos de doenças ocupacionais provenientes da má ergonomia.

Valoriza o funcionário

Quando o ambiente de trabalho é completamente favorável para as atividades que o funcionário exerce, ele se sente valorizado e reconhecido, pois sabe que está recebendo suporte para cumprir sua função. Isso impacta diretamente na forma como o colaborador vê a empresa, o que influencia também em seu rendimento, que tende a melhorar.

É importante ressaltar que toda empresa está sujeita a fiscalização. Caso ela não desenvolva as ações satisfatórias de ergonomia, é submetida à multa e até mesmo interdição. Logo, a ergonomia no trabalho é essencial para proporcionar aos colaboradores mais cuidado com a saúde e bem-estar, impactando positivamente a organização.

E você, gostou de saber mais sobre a ergonomia no trabalho e sua relação com a produtividade? Então compartilhe este post em suas redes sociais para que mais pessoas fiquem informadas!

Fechar Menu