Um dos maiores desafios para os gestores da área de RH é encontrar profissionais que se encaixem no perfil da empresa. Afinal, com a alta competitividade do mercado, é preciso ter uma equipe homogênea, produtiva e alinhada aos propósitos da organização. Por isso, muitos negócios têm adotado o fit cultural para encontrar os funcionários certos, otimizar a rotina dos profissionais e até mesmo ganhar em desempenho para a empresa.

Mas o que é fit cultural? Como ele ajuda a empresa a reter talentos? Qual a sua importância e como aplicá-lo? A seguir, você descobrirá a respostas a essas perguntas e aprenderá a fazer uso desse método que promete revolucionar o recrutamento e seleção!

O que é fit cultural e qual a sua importância?

Mais do que habilidades técnicas, a empresa deve procurar um funcionário que tenha os mesmos ideais que ela. Ou seja, é necessário dispor de profissionais que se encaixam na cultura da empresa. Basicamente, é isso que prega o fit cultural: o alinhamento entre ambas as partes.

Para enxergar a importância dele, pense na seguinte situação: um estagiário sem experiência consegue uma vaga de trabalho, em detrimento de outro que já possui bagagem profissional extensa. Parece contraditório, não é mesmo?

Mas é assim que funciona o fit cultural. As empresas levam em consideração mais do que competências técnicas, pois, para ela, um profissional alinhado à sua cultura tem muito mais chances de se desenvolver.

O fato é que acertar na combinação da cultura de ambas as partes é fundamental tanto para o candidato quanto para a empresa. Para o primeiro, ele tem a possibilidade de trabalhar em um local onde de fato se sentirá satisfeito e desenvolverá as suas potencialidades. Já para a organização, ela ganha com maior produtividade, engajamento e eficácia operacional.

Como a estratégia é aplicada na rotina da empresa?

Como o fit cultural envolve uma série de análises que buscam identificar o funcionário perfeito e que se alinha com a política do negócio, certamente a finalidade aqui é estruturar um quadro de colaboradores motivados e de alta performance.

Contudo, vale a pena compreender com mais detalhes como o fit cultural pode ser demonstrado no dia a dia de uma instituição que busca sucesso e excelência no mercado. Veja três maneiras em que o fit cultural pode otimizar o desempenho do seu negócio:

1. Alinha os interesses do funcionário com os da empresa

Sem dúvidas, trabalhar com um profissional que não possui o perfil daquela atividade pode ser algo extremamente frustrante — tanto para a empresa quanto para o próprio colaborador.

Nesse sentido, algumas vezes uma mudança de tarefas ou até mesmo uma reestruturação das atividades de todo o setor pode ser uma alternativa iminente. Entretanto, ao adotar uma lógica de fit cultural, é possível ter escolhas bem mais fundamentadas em alocação de atribuições e da qualidade de vida dos colaboradores.

2. Possibilita profissionais mais engajados e criativos

Em todas as atividades do mercado, engajamento e criatividade são traços que podem converter um trabalho comum para algo excepcional. Um exemplo bem prático disso ocorre na rede Starbucks.

Pense: quantas cafeterias existem no mundo? Talvez elas até sejam tão boas quanto o Starbucks, mas é impossível negar que a apresentação dos produtos, o atendimento diferenciado e a qualidade da marca são inegáveis.

Isso acontece porque a empresa é uma referência em engajar e promover criatividade para seu time. O fit cultural é a estratégia ideal para alcançar benefícios como esse na empresa, tendo em vista que profissionais que se encaixam na metodologia do negócio dedicam esforços muito maiores para crescer de forma sustentável com a empresa que trabalha.

3. Otimiza os processos seletivos.

Sim, já ter uma política de fit cultural faz uma diferença muito significativa no desempenho e rotinas da empresa. Entretanto, será que essa prática deve ser aplicada apenas aos funcionários atuais?

Certamente não! O fit pode, e deve, ser uma realidade presente até mesmo para as novas contratações. Empresas consomem tempo e bastante dinheiro para selecionar funcionários ideais — algumas vezes até contratam terceiros para que façam esse serviço.

Uma boa dica para economizar dinheiro e garantir eficiência nas atividades é aplicar o fit cultural em todos os passos que a empresa caminha, da contratação até a equipe de gestão. Certamente é uma estratégia de sucesso para qualquer mercado.

Como o fit cultural ajuda a empresa a reter os principais talentos?

O fit cultural tem um papel importante na diminuição da taxa de turnover. Isso porque o colaborador está em um ambiente onde se sente mais confortável, adequa-se mais facilmente às situações e entrega melhores resultados para a organização, que, por sua vez, deve reconhecer isso por meio dos pacotes de benefícios, ambientes estruturados, abertos à inovação e crescimento na carreira.

Para isso, a organização precisa conhecer os principais estilos de trabalho — quanto mais informações forem oferecidas ao candidato, mais seguro ele ficará de que está seguindo o caminho certo. Consequentemente, isso refletirá na permanência dele dentro da empresa.

Quais as dicas para encontrar o funcionário certo?

Antes de mostrarmos algumas dicas de como identificar os profissionais por meio do fit cultural, é importante ressaltarmos uma das maneiras mais práticas de aplicá-lo: a elaboração de um questionário. A partir dele, você conseguirá produzir um ranking com os funcionários que mais se aproximam das suas ambições.

As dicas a seguir também o auxiliarão nesse momento.

Conheça profundamente a cultura da empresa

Saber qual a missão, a visão e os valores da empresa deve ser regra para todos os funcionários. No entanto, os profissionais do RH precisam aprofundar esse conhecimento, pois são os responsáveis por identificar as incompatibilidades entre o funcionário e a empresa.

Dessa forma, devem criar ações visando a integração do trabalhador que acaba de ser contratado, e até mesmo direcionar os colaboradores para o rumo correto.

Procurar pessoas apaixonadas pela área

Contratar pessoas apaixonadas por uma área de atuação traz uma série de benefícios para a empresa. Entre eles estão a familiarização mais rápida com os processos, maior criatividade e empenho nas atividades, maior resiliência diante dos desafios. Logo, a organização precisa focar a seleção em encontrar o famoso brilho nos olhos.

Identificar perguntas essenciais em relação à cultura da empresa

Grandes empresas, como a Ambev, realizam testes de fit cultural como uma das etapas dos seus processos de estágio e trainee. Algumas perguntas do teste dizem respeito à vida do candidato e não se restringem ao conhecimento profissional.

As principais perguntas giram em torno da forma com que o candidato se portaria em uma situação adversa, ou até mesmo como seria a atitude caso não passasse naquele processo seletivo. Apesar de não parecer, elas são essenciais no processo de identificação e alinhamento de valores, considerando que isso permite a empresa estruturar seu ideal e encontrar funcionários que se enquadram nessa lógica.

O fit cultural é imprescindível para uma empresa que deseja crescer e que pretende encontrar as pessoas certas para um desenvolvimento contínuo e com foco em excelência — certamente uma aposta positiva para seu negócio.

E então, leitor? Gostou do nosso artigo e deseja aprender mais sobre gestão inteligente? Aproveite para assinar nossa newsletter e receber o conteúdo que preparamos em primeira mão!

Fechar Menu