Nestes tempos de economia difícil, a terceirização dos serviços de alimentação tem se mostrado uma decisão acertada das empresas, com diversas vantagens potenciais. Mas atenção, pois modificar o modo de funcionamento da área de alimentação da empresa requer muito estudo, pesquisa e planejamento, para definir qual tipo de contratação funcionará melhor.

No post de hoje, apresentaremos razões para terceirizar o serviço de alimentação da sua empresa. Acompanhe!

Diminuição das despesas com pessoal

Um motivo comum para a terceirização dos serviços de alimentação é conseguir reduções de pessoal, minimizar as flutuações de recursos humanos, reduzir a carga de trabalho sobre as equipes, ou proporcionar mais oportunidades de desenvolvimento para os seus empregados, liberando-os de tarefas que nada tem a ver com a atividade principal da empresa.

Imagine que o restaurante da empresa seja terceirizado. Além de desonerar a organização dos gastos com contratação, treinamento, pagamento de salários e benefícios, ainda há os ganhos indiretos, por meio da liberação dos setores que dão suporte ao restaurante como, por exemplo, o setor de compras que deixará de se preocupar com aquisição de alimentos, equipamentos e utensílios, e o setor de RH, que não terá que mediar a relação da empresa com um setor que não lhe traz ganhos reais.

Aumento na produtividade

Uma empresa especializada na prestação de serviços de alimentação detém os conhecimentos necessários para organizar o cardápio que melhor favorece a produtividade e a manutenção da saúde dos colaboradores da sua empresa, de acordo com as exigências físicas e cognitivas específicas do seu ramo de atividade.

Isso certamente se traduzirá, em médio e longo prazo, em aumento de produtividade e maior satisfação e qualidade de vida no trabalho, além de uma provável diminuição do absenteísmo.

Foco na atividade da empresa

Outra utilidade da terceirização dos serviços de alimentação é eliminar as distrações, obrigando a empresa a se concentrar em suas competências primárias. Isso ocorre ao liberar o empresário de tarefas acessórias, como as descritas no tópico anterior, para que ele possa se dedicar às atividades de produção e vendas, que são essenciais para o crescimento da empresa no longo prazo.

Aumento da flexibilidade

A terceirização pode permitir uma maior flexibilidade financeira, uma vez que a venda dos ativos usados para manter um restaurante próprio, como os equipamentos e utensílios, melhora o fluxo de caixa da empresa.

Cumprimento de normas e exigências legais

Todos sabemos que a alimentação merece cuidados especiais, principalmente se levarmos em consideração os potenciais riscos para a saúde pela não observância dos corretos procedimentos e práticas, tanto no armazenamento quanto no preparo de alimentos.

A legislação brasileira tem vários dispositivos que regulam a atividade de restaurantes, dos quais podemos destacar a Portaria 1428/1993, do Ministério da Saúde e a Resolução RDC 216/2004, da Anvisa, que tratam de boas práticas para serviços de alimentação.

E onde a terceirização dos serviços de alimentação entra? Na maior qualificação que uma empresa especializada na prestação desses serviços tem, tanto para acompanhar a evolução e a atualização dessas normas, quanto para cumpri-las com excelência. Isto, claro, se houver a preocupação em contratar uma empresa confiável para cumprir essa missão.

Melhoria na prestação de contas

A terceirização é baseada na compreensão, compartilhada por empresas e fornecedores, que os contratos requerem um serviço de qualidade em troca de pagamento.

Nessa dinâmica, a empresa contratante tem exata noção de quanto vai gastar e qual a sua expectativa quanto ao serviço prestado, enquanto as empresas fornecedoras estão bem conscientes de suas responsabilidades práticas e legais quanto ao que foi contratado.

E então, você gostou das nossas dicas e quer ficar sempre atualizado sobre os benefícios da correta alimentação para sua empresa? Então não deixe de assinar a nossa newsletter!

Deixe uma resposta