Ter uma boa política de benefícios em sua empresa é uma ótima maneira de manter os profissionais motivados e engajados. Por meio da oferta de benefícios para funcionários é possível também melhorar a produtividade e, consequentemente, aumentar os resultados de sua empresa.

Além disso, os bons profissionais estão sempre à procura de organizações que possam oferecer o melhor para recompensar sua colaboração. Fazer parte de uma empresa que se preocupa com o bem-estar dos colaboradores aumenta o sentimento de pertencimento à companhia e serve como um importante incentivo para que eles desempenhem suas funções da melhor maneira.

Mas como criar uma política de benefícios para sua empresa? Veremos aqui algumas dicas de como estruturar essa política de um modo que seja vantajoso tanto para os colaboradores quanto para sua organização. Acompanhe!

Adapte a política aos valores de sua empresa

A política de benefícios de sua empresa deve ser estruturada de acordo com o público interno e suas necessidades. Além disso, deve ir ao encontro dos valores de sua empresa.

Uma boa estratégia para otimizar essa implementação é considerar a cultura organizacional antes de definir os benefícios. Não se esqueça de levar em consideração quais são as vontades de seus colaboradores e a forma que eles podem recepcionar essa política. É válido pensar em questões como:

  • O que os motiva a trabalhar melhor?
  • Quais são os principais objetivos profissionais e pessoais?
  • Como a empresa faz parte da história de cada indivíduo?

Desse modo, você cria uma política que favorece seus profissionais sem deixar de lado os valores organizacionais, o que é muito importante para a imagem de sua empresa.

Escolha benefícios que sejam bons para todos

Em uma empresa existem diversos tipos de profissionais: os mais velhos, os que estão começando sua carreira, os que são solteiros, os que têm família, entre outros. Por isso, para que todos eles se sintam beneficiados dentro da empresa é necessário escolher benefícios que favoreçam o maior número de trabalhadores.

Considere, portanto, adotar os benefícios comuns, que se adaptam à necessidade de cada pessoa. Entre eles estão os seguros, os planos de saúde, o vale-transporte e os benefícios para alimentação. Ressalta-se também que oferecer uma alimentação de qualidade para o trabalhador é muito importante, seja através de restaurante interno ou de vale-refeição. Esse é um dos benefícios fundamentais que atendem à necessidade de todos.

Respeite as leis trabalhistas

Embora exista uma grande variedade de vantagens que possam ser oferecidas, é importante levar em consideração quais são os benefícios obrigatórios segundo as leis trabalhistas. Isso é fundamental para evitar possíveis problemas com a legislação e para garantir que os benefícios estejam sendo aplicados de maneira adequada, tanto para os funcionários quanto para a organização.

Ofereça várias opções

Conseguir abranger a necessidade de todos os colaboradores é quase impossível, mas oferecer várias opções de benefícios é uma prática válida. Uma ideia é criar votações e abrir portas para a comunicação, desde que tudo fique dentro das possibilidades que a empresa oferece.

O funcionário ou a equipe que cumprir com as metas estabelecidas terão a possibilidade de escolher a premiação mais adequada. Assim, há maior probabilidade de garantir satisfação e adequação às necessidades de cada profissional.

Conheça o perfil dos seus funcionários

Conhecer o perfil dos funcionários é algo essencial quando falamos sobre a criação das políticas de benefícios. Por exemplo, imagine um público que trabalha no mercado executivo: é provável que prefiram benefícios mais formais.

Por outro lado, uma empresa mais descontraída pode oferecer benefícios criativos e que vão ao encontro das metodologias de trabalho do negócio. Apesar de não serem regras objetivas, a dica que fica é a de conhecer bem e definir qual vantagem pode atender melhor às expectativas dos seus colaboradores.

Tenha políticas claras

Depois de ter descoberto todo o programa e elaborado cada um de seus detalhes, o próximo passo é informar todos os seus funcionários sobre a iniciativa. É possível enviar um e-mail para toda a equipe, colocar uma notificação no boletim corporativo ou enviar materiais promocionais no espaço de trabalho para que todos estejam cientes.

Se os funcionários conhecem e entendem o programa e a forma como funcionará, eles serão encorajados a aumentar seu desempenho. Uma política clara é crucial para o sucesso desta atividade.

Certifique-se de que os materiais de comunicação, bem como as regras, foram definidos de forma objetiva. O importante aqui é deixar claro os vários fatores sobre os quais os funcionários devem ser avaliados para que possam trabalhar e alcançar as metas estabelecidas na política de benefícios da empresa.

Diversifique os benefícios

Os benefícios que você dá ao seu empregado não precisam necessariamente ser caros e complexos. No final do dia, é a apreciação e o reconhecimento dos esforços que são os fatores mais importantes em uma política.

Nesse contexto, o importante é definir qual será a abordagem, de tal forma que ela se adapte ao orçamento — considerando as necessidades e interesses dos funcionários, como já foi destacado. Mas além de simplesmente criar a política, é preciso diversificar a forma de apresentação da mesma. Veja alguns bons exemplos de benefícios que você pode oferecer aos colaboradores:

  • cartões de presente;
  • recompensas em dinheiro;
  • oportunidade extra de licença remunerada;
  • equipamentos eletrônicos ou gadgets;
  • alimentação de qualidade na empresa;
  • estadia em um hotel.

Mantenha e replique o programa

A chave para ter sucesso na execução de uma política de benefícios em seu local de trabalho é garantir que ela seja praticada continuamente, desde que ela seja complementada com ideias criativas e metas que realmente desafiem a motivação da equipe de trabalho.

Nesse sentido, a dica é investir na periodicidade do benefício — seja semanalmente, mensalmente ou anualmente, por exemplo. Somente quando o programa for executado por um longo tempo ele se tornará verdadeiramente parte da cultura corporativa e fomentará ainda mais a excelência operacional dos colaboradores.

Defina regras

É fundamental definir regras para a utilização dos benefícios, como, por exemplo, definir se a política será flexível ou igual para todos. É importante considerar os prós e os contras da categoria que pretende adotar. Nesse contexto, considere, como já dissemos, se ela é condizente com os objetivos e valores da empresa.

Não se esqueça também de comunicar o funcionamento da política a todos os funcionários após serem definidas as regras. Isso evita que o trabalhador seja prejudicado por não conhecer os benefícios oferecidos e possibilita esclarecer possíveis dúvidas. Com essas dicas ficará mais fácil criar uma boa política de benefícios para funcionários e os resultados disso com certeza serão positivos.

E na sua empresa, como é feita a política de benefícios? Caso tenha gostado do material, aproveite para assinar a nossa newsletter e receber artigos como este em primeira mão!

Deixe uma resposta