Você deseja melhorar a produtividade de seus colaboradores e reduzir custos para garantir o crescimento dos negócios e gerar mais lucros? Então, a metodologia 5S é uma excelente opção para ser implementada na gestão da sua empresa.

O 5S é composto por cinco termos japoneses: Seiri, Seiton, Seiso, Seiketsu e Shitsuke, que foram traduzidos para o português como “senso”, a fim de não descaracterizar a técnica.

Essa ferramenta de gestão faz com que os funcionários utilizem as práticas (éticas e morais) aprendidas tanto dentro quanto fora do trabalho. Para isso, é necessário criar uma comissão de controle, bem como levantar e avaliar os problemas do setor a ser otimizado.

Veja abaixo nosso passo a passo para aplicar a metodologia 5S em um restaurante corporativo. Boa leitura!

Seiri — Senso de Utilização

A primeira etapa é estimular o bom senso e equilíbrio na hora de manusear os equipamentos, ferramentas e materiais. Esse procedimento tem como base o descarte e a realocação do que for considerado dispensável para os processos da cozinha, garantindo vantagens como:

  • melhor gestão de estoque;
  • ganho de espaço;
  • facilidade de manutenção;
  • diminuição de custos.

Esse passo é chamado de inicial, justamente porque prepara o local e os funcionários para as fases posteriores.

Seiton — Senso de Organização

Esta fase tem o intuito de manter o ambiente organizado para a realização das atividades, de modo que possa dar agilidade aos processos.

Materiais como estantes, painéis e etiquetas são muito usados nessa etapa para garantir o controle e a rápida identificação. Além de reduzir o fator tempo, o Seiton torna mais fácil localizar as ferramentas necessárias para exercer as tarefas da cozinha e amenizar os gargalos de produção.

Seiso — Senso de Limpeza

Como é sabido, o funcionamento de um restaurante produz muita sujeira e lixo. No entanto, vale reforçar que a limpeza não deve ser feita somente em utensílios e chão. Existem outros fatores que são classificados como impureza ou poluição:

  • poeiras;
  • manchas nas paredes e teto;
  • odores desagradáveis;
  • ruídos altos e contínuos;
  • excesso de armários e objetos diversos.

Quando o assunto é alimentação, a limpeza deve ser prioridade, pois é questão de saúde pública. Afinal, causar intoxicação alimentar nos funcionários pode trazer enormes prejuízos, como afastamentos em grande escala, processos jurídicos por parte dos indivíduos lesados e multas da Anvisa.

Sendo assim, a limpeza e higiene não competem somente ao restaurante e sua estrutura física, mas também ao asseio pessoal da equipe. Todos que trabalham na cozinha lidam com alimentos durante sua jornada, portanto, todos devem prezar pela higiene.

Seiketsu — Senso de Padronização e Saúde

Esta etapa visa padronizar as anteriores. Sem criar procedimentos de rotina tudo é perdido. As normas de conduta que são criadas nessa fase devem estimular todos os envolvidos a zelar pela organização, limpeza e higiene.

Os profissionais que fazem parte da gerência e coordenação do restaurante são os primeiros que devem dar o exemplo. Ou seja, é preciso que eles respeitem as normas estabelecidas para que seus subordinados as sigam e se sintam satisfeitos em trabalhar em um ambiente que preza pela qualidade e excelência.

Shitsuke — Senso de Disciplina (ou Autodisciplina)

Por fim, nesta fase, a ética e a moral de cada um devem ser postas em prática, já que é o momento em que as tarefas estão sendo realizadas sem vigilância e por isso, requerem comprometimento e seriedade de todos.

Ao considerar os sensos anteriores, a autodisciplina garante diversos benefícios, como:

  • melhoria no clima organizacional;
  • maior segurança;
  • valorização da equipe;
  • melhoria nas relações interpessoais.

Viu só como a metodologia 5s não é tão complicada como muitos gestores pensam? Basta seguir o passo a passo e averiguar como cada etapa está sendo cumprida. Dessa forma, a equipe de funcionários e os visitantes ficam mais satisfeitos com os alimentos produzidos na cozinha. Esse resultado é o grande motivador para implementá-la em restaurantes corporativos.

E então, gostou deste post? Aproveite e divulgue-o para seus colegas e amigos nas suas redes sociais para que eles também possam aprender um pouco mais sobre a metodologia 5S. O que acha?

Fechar Menu