Quando falamos na cozinha de uma empresa, principalmente do setor industrial, em que há uma grande demanda de funcionários a ser atendida, é muito importante que existam procedimentos bem definidos para o controle dos resultados.

Sendo assim, o RH tem um importante papel na gestão de restaurante corporativo, pois é responsável por garantir o bem-estar dos colaboradores por meio de boas práticas, como a promoção de treinamentos, a contratação de empresas parceiras e, até mesmo, a coleta de feedbacks.

Portanto, neste conteúdo, mostraremos como esse tipo de estratégia ajuda a compreender os funcionários e otimizar os resultados. Quer saber mais sobre o assunto? Então, continue a leitura do artigo para conferir!

Capacitação de profissionais

Gerenciar um restaurante corporativo não se resume apenas a contratar empregados para cozinhar para os demais colaboradores da empresa. Afinal, a cozinha da organização deve atingir os mesmos requisitos de qualquer outro restaurante.

Por isso, é preciso, primeiramente, fazer uma triagem no ato da contratação para que apenas profissionais distintos e qualificados possam integrar a equipe da empresa.

Além disso, é muito importante investir na capacitação por meio de treinamentos para que eles trabalhem de modo que cumpram com a cultura organizacional e mantenham o alto nível de qualidade de seus serviços. Falaremos mais sobre isso adiante.

Busca por parcerias para otimizar a gestão

Levando em consideração a necessidade de todo o preparo técnico da equipe que conduzirá a cozinha, em muitas empresas, o departamento de RH procura otimizar a gestão de restaurante corporativo por meio da terceirização dos serviços. Ou seja, contratando empresas de terceiros para gerenciar o restaurante interno.

A grande vantagem desse procedimento é que a organização não precisa se preocupar com treinamentos ou possíveis interferências no modo como os procedimentos são conduzidos, já que os profissionais são altamente treinados e a terceirizadora se encarrega de garantir qualidade e eficiência.

Promoção de treinamentos

Caso a organização opte por ter uma equipe interna para operar a cozinha, uma das estratégias para que o RH melhore a gestão de restaurante corporativo é promovendo treinamentos para seus profissionais.

Afinal, os treinamentos integram uma parte fundamental para o sucesso de qualquer projeto, não é verdade? E quando o assunto é excelência no restaurante da empresa, é indispensável que os colaboradores responsáveis sejam devidamente qualificados.

Contextualizado, é importante que alguns aspectos sejam considerados. Por exemplo, os treinamentos devem valer para todos os envolvidos. Ou seja, tanto para a equipe da cozinha interna quanto para os funcionários do restaurante.

Para isso, as particularidades da empresa precisam ser analisadas, como:

  • horários dos colaboradores;
  • tipos de refeição que serão servidos ao longo da jornada de trabalho — café da manhã, almoço e jantar;
  • ordenamento dos intervalos.

O objetivo é que o funcionamento do restaurante aconteça de maneira organizada e eficiente, sem que os gestores precisem se preocupar com alguma falha nos processos.

Coleta de feedback dos colaboradores

Por fim, o RH pode melhorar os serviços oferecidos pela cozinha da empresa por meio da coleta de feedback dos colaboradores.

Em outras palavras, podem ser realizadas pesquisas para mensurar o índice de satisfação dos funcionários em relação à alimentação que têm recebido. Certamente, uma ótima maneira de melhorar a tomada de decisões administrativas em relação ao restaurante corporativo.

Como você pôde concluir neste conteúdo, o RH pode ajudar a melhorar a gestão de restaurante corporativo apenas implementando processos pontuais ao cotidiano, como melhorando a contratação, promovendo o treinamento dos profissionais e, até mesmo, terceirizando os serviços.

Agora que você já entende o papel do RH na gestão de restaurante corporativo, não deixe de conferir também as melhores práticas para escolher bons fornecedores para cozinha industrial!

Fechar Menu