Imprevistos e momentos de dificuldades podem acontecer com qualquer empresa, independentemente de porte ou ramo de atuação. No entanto, somente as organizações que investem em uma boa gestão de crise conseguem superar esses momentos delicados sem sofrer grandes perdas.

Embora a gestão de crises seja uma estratégia muito utilizada no mercado atual, ainda existem pessoas que não conhecem ou desdenham da importância desse tipo de gestão — é justamente por isso que decidimos fazer este texto.

Continue com a leitura para entender o que é uma gestão de crise e quais são os benefícios que essa estratégia pode trazer para a sua empresa.

O que é gestão de crise?

Antes de falarmos sobre esse tipo de gestão, você precisa entender perfeitamente o que é uma crise empresarial. Muitas pessoas pensam que as crises são os problemas corriqueiros pelos quais uma empresa passa. Na verdade, a crise empresarial é um acontecimento totalmente inesperado e de grande proporção que causa impactos negativos nas atividades do negócio.

As crises empresariais podem ser causadas até mesmo por fatores externos que surgiram fora do mundo corporativo — como a pandemia causada pelo Covid-19. Esse é um cenário que muitas empresas podem estar enfrentando pela primeira vez.

A gestão de crise, resumidamente, é um conjunto de estratégias que objetivam prevenir, reduzir ou reverter os impactos negativos causados por uma crise. O objetivo dessa gestão é conduzir as empresas para decisões mais eficazes para que a saúde financeira e a reputação da organização não sofram danos irreparáveis.

Como fazer uma gestão de crise?

Faça um planejamento

Analise a situação do mercado no qual a sua empresa se encontra e leve em consideração a posição dos seus principais concorrentes. Observe quais são as crises pelas quais eles passaram recentemente e analise principalmente quais medidas essas empresas tomaram para superar esses momentos de dificuldades.

A etapa de planejamento é extremamente necessária em gestões de crises focadas na prevenção de problemas. Se esse é o seu caso, pense em várias possibilidades de crises que poderiam surgir e determine quais soluções poderiam ser aplicadas em cada situação.

Seja rápido

O melhor a se fazer em um momento de dificuldade é tomar um tempo para que todos possam se acalmar e pensar em tudo o que aconteceu, certo? Bem, quando falamos em gestão de crise, essa não é a melhor opção.

Refletir pode levar muito tempo e uma gestão de crise requer atitudes ágeis. Afinal, quanto mais tempo você demorar para solucionar os problemas que estão atrapalhando as atividades do seu negócio, maior será o prejuízo financeiro.

Continue com as atividades da empresa

Ao contrário do que muitos pensam, você não deve parar a sua empresa em momentos de crise — a não ser que seja necessário, como foi durante a pandemia causada pelo Covid-19. É essencial que você dê continuidade às atividades para não perder clientes ou diminuir ainda mais o faturamento da empresa. Caso contrário, a crise pode piorar ainda mais!

Quais são os benefícios da gestão de crise para as empresas?

Um dos benefícios mais relevantes é a manutenção do Brand Equity. Para quem não sabe: esse termo representa o patrimônio da empresa, ou seja, o quanto ela vale dentro do mercado. Manter a boa reputação da empresa durante os momentos de crise é de extrema importância para que os sócios e clientes não percam interesse na sua marca.

Outro benefício, que nós já citamos durante o texto, é a redução dos prejuízos financeiros. Além da questão financeira, uma boa gestão de crise também atrai e fideliza clientes, afinal, ninguém quer consumir uma marca mal vista no mercado.

Como você pôde perceber, fazer uma boa gestão de crise é essencial para qualquer empresa. No entanto, também é preciso pensar nas ações pós-crise que você pretende tomar. Investir em boas ações pós-crise ajudará o seu negócio a se reerguer e as atividades voltarem à normalidade.

Gostou das nossas dicas? Este assunto é do seu interesse? Então compartilhe já este artigo em suas redes sociais para que seus amigos também possam aprender a fazer uma gestão de crise.

Deixe uma resposta